#66

De Quatro, se Exibindo

Estar com aquela loirinha no motel era uma satisfação plena para corpo e alma. Ela trajava um vestido preto decotado, coladinho ao corpo, contrastando com um casaquinho e um salto que lhe deixava pouco mais alta. Quem era? Ninguém menos que minha Amiga Loira (leia mais sobre ela aqui e aqui), minha delícia das delícias. Como se ela não estivesse suficientemente sedutora, seus cabelos estavam presos em uma única trança, que a loirinha majestosamente jogava para os lados durante nosso jantar. Este era o único momento que roubava a atenção do meu olhar por um instante, antes deste voltar a alternar o foco entre o decote apaixonante e seus lábios carnudos, ornamentados com brilho labial bem sedutor.

Resistimos à tentação de transar sobre o capô do meu carro, e subimos as escadas trocando beijos, carícias e elogios. Eu poderia me casar com aquela mulher e estaria sexualmente satisfeito para o resto da vida, mas talvez um relacionamento quebrasse o encantamento que tínhamos como fuck buddies, e meu corpo necessitava da Amiga Loira, não todo dia, mas de tempos em tempos. Era como uma droga que, em excesso, pode matar, mas em doses homeopáticas garantia a minha sobrevivência.

Chegamos na suíte e a joguei na cama, imediatamente mergulhando entre suas pernas e tirando a calcinha rendada do caminho da perdição. Que prexeca maravilhosa! Tão tenra e saborosa, eu poderia lambê-la por horas, fazê-la gozar até desfalecer. E pratiquei o melhor das minhas técnicas de cunnilingus para dar pelo menos um ou dois orgasmos à minha loirinha, antes mesmo dela se livrar dos calçados. Melhor do que chupá-la ou ver sua bucetinha fantástica a piscar era olhar e ver a expressão de prazer no rosto da minha companheira.

Não lhe deixei tirar a roupa, botei-a de quatro, subi seu vestido deixando sua bundinha suculenta à mostra e afastei a calcinha para o lado, liberando o caminho para a inserção vigorosa de minha trosoba fumegante em sua fabulosa intimidade úmida e fervilhante. Que delícia sentir meu pau totalmente revestido pelo mel daquela bucetinha, que satisfação sentir e ver meu mastro entrando e saindo naquela prexeca carnuda e tão apertada. Que prazer ouvir minha loirinha gemendo, cada vez mais alto à media que eu lhe socava a pica com mais força.

Mas reparei em algo, ela se movia, ora se empinava mais, ora menos. E também fazia movimentos para o espelho. Reparei que ela estava se observando de quatro nos espelhos, havia um perpendicular ao nosso ato, e outro bem em frente, e ela fazia pose para o espelho em frente, e disse que estava apaixonada pela cena do nosso sexo. Verdade seja dita, eu também gosto de ver a minha imagem refletida no espelho quando soco o little Del em uma mocinha de quatro, ainda mais à meia-luz quando meus músculos são realçados. Longe de ser narciso, mas o sexo é uma experiência que deve envolver os 5 sentidos, e se um ou mais estiverem de fora, o sexo não foi completo.

Ela estava se exibindo de quatro para o espelho, movia-se e posicionava-se como se estivesse sendo fotografada, ou mesmo se fosse uma artista de filme pornô. E eu fazia jus à sua experiência, posicionando-me de forma a deixá-la assistir, através dos espelhos, minha verga grossa lhe rasgando a bucetinha. E, leitor, qualquer ângulo que eu me virasse para observar era maravilhoso de se ver, mas nada supera a satisfação de olhar de cima para baixo e ver a fêmea sendo dominada, ver seu pau entrando e saindo na mocinha, sabendo que aqueles gemidos são emitidos em cadência com suas enfiadas e, por fim, que delícia é ver um cuzinho feminino piscando.

Nunca gozamos tanto juntos quanto naquele dia. Transamos mais ao longo do tempo, e ela sempre fazia questão de lembrar como foi interessante aquela experiência com os espelhos. Foi tão bom, que fiz questão de decorar meu quarto com alguns espelhos, e ela sempre faz questão de se exibir, especialmente de quatro.

OBS: Conteúdo fictício. Qualquer nome, local ou situação presente neste texto não possui qualquer relação com a realidade. Em caso de dúvida, leia nossa Política de Responsabilidade.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s